quinta-feira, 17 de abril de 2014

Livros: Eu me chamo Antônio

Oi galera, como vocês estão?
Sim, eu estou viva, e gostaria de pedir desculpas por não ter feito mais posts, mas é que ultimamente as coisas estão meio corridas (esse ano está corrido na verdade) e tempo de sobra que é bom nada, mas garanto postar algo sempre que tiver um tempinho.
Mas chega e blablabla, e vamos ao que realmente importa, o assunto é hoje é livro!
Com toda certeza, você já viu am algum ligar imagens desse tipo:

Pois é, essas imagens, frases e afins são do livro Eu me chamo Antônio.
De tanto ver essas imagens fiquei super curiosa pra saber como era o livro. Apesar de sempre ver fotos desse tipo sobre o livro, achei que fosse um livro normal, com uma história e tudo mais, mas não, o livro é exatamente como são essas imagens.
Eu me chamo Antônio é um livro super diferente, onde cada página contém uma frase super legal, com uma escrita bem diferente do convencional também.
É um livro super curto e muito bacana!

Sinopse:
Antônio é o personagem de um romance que está sendo escrito e vivido. Frequentador assíduo de bares, ele despeja comentários sobre a vida — suas alegrias e tristezas — em desenhos e frases escritas em guardanapos, com grandes doses de irreverência e pitadas de poesia. Antônio é perito nas artes do amor, está sempre atento aos detalhes dos encontros e desencontros do coração. Quando está apaixonado, se sente nas nuvens e nada parece ter maior importância, e, quando as coisas não saem como esperado, é capaz de enxergar nas decepções um aprendizado para seguir adiante. Do balcão do bar, onde Antônio se apoia para escrever e desenhar, ele vê tudo acontecer, observa os passantes, aceita conversas despretensiosas por aí e atrai olhares de curiosos. Caso falte alguém especial a seu lado (situação bastante comum), Antônio sempre se acomoda na companhia dos muitos chopes pela madrugada.(...).

Achei o livro super interessante, uma frase mais bacana que a outra. O que achei mais interessante é a forma com que ele escreve, os desenhos, as letras, enfim quem puder e quiser ler esse livro, leia, vale muito a pena!

É isso galera, espero que tenham gostado, e até a próxima!
Ah, não se esqueçam de dar um like na page e nos seguir lá no Twitter!

Grande beijo!♥
segunda-feira, 24 de março de 2014

Séries: Sherlock

Oi gente õ/
O sumiço da gente foi por questões de falta de tempo, e era época de trabalhos e provas, nesse tempinho sem postagens andamos tendo umas ideias que em breve falaremos no blog :D
Hoje vou falar de uma série que foi amor a primeiro episódio, Sherlock que é uma série de televisão britânica baseada no livro Sherlock Holmes.

Sinopse: Investigações que usam da arte da dedução, atenção a míseros detalhes, comportamento e qualquer coisa que você seja capaz de pensar. Aliás, até aquilo em que você não é capaz de pensar. Tudo serve para que o brilhante e egocêntrico Sherlock (Benedict Cumberbatch) possa chegar à verdade das coisas. E claro que o bom e velho Watson (Martin Freeman) não poderia faltar, representando um amigo fiel para o excêntrico Sherlock.
Quando eu assisti o primeiro episódio fiquei chocada com a dedução do Sherlock, e gostei muito do Watson. O bom da série que você aprende esquemas das ruas da Inglaterra, e é sempre interessante séries policiais, principalmente uma com um gênio chamado Sherlock ♥
O fandom da série sofre muito, pois são 3 episódios a cada 2 anos ;-;
A 1º temporada foi transmitida entre julho e agosto de 2010, a 2º foi transmitida em janeiro de 2012, a 3º em janeiro de 2014, e a 4º só vem em janeiro de 2016 #choremos
Cada episódio tem por volta de 90 minutos, mas vale muito a pena ♥

Alguém aí já assistiu a série? Tem alguém em crise de choro só por pensar que só tem mais episódios em janeiro de 2016?
Curtam a nossa página e sigam o nosso twitter
Até õ/

quarta-feira, 5 de março de 2014

Livros: Legend

Olá pessoas õ/
Hoje vou falar de um livro que li no pré-carnaval, que eu amo o carnaval em um sentido: é um feriado prolongado que aproveito para ler e tirar o atraso nas séries. O livro é Legend da Marie Lu, e eu amei o livro.
Vamos a resenha:

Sinopse: Ambientado na cidade de Los Angeles em 2130 D.C., na atual República da América, conta a história de um rapaz – o criminoso mais procurado do país – e de uma jovem – a pupila mais promissora da República –, cujos caminhos se cruzam quando o irmão desta é assassinado e a ela cabe a tarefa de capturar o responsável pelo crime. No entanto, a verdade que os dois desvendarão se tornará uma lenda. O que outrora foi o oeste dos Estados Unidos é agora o lar da República, uma nação eternamente em guerra com seus vizinhos. Nascida em uma família de elite em um dos mais ricos setores da República, June é uma garota prodígio de 15 anos que está sendo preparada para o sucesso nos mais altos círculos militares da República. Nascido nas favelas, Day, de 15 anos, é o criminoso mais procurado do país; porém, suas motivações parecem não ser tão mal-intencionadas assim. De mundos diferentes, June e Day não têm motivos para se cruzarem – até o dia em que o irmão de June, Metias, é assassinado e Day se torna o principal suspeito. Preso num grande jogo de gato e rato, Day luta pela sobrevivência da sua família, enquanto June procura vingar a morte de Metias. Mas, em uma chocante reviravolta, os dois descobrem a verdade sobre o que realmente os uniu e sobre até onde seu país irá para manter seus segredos.
Legend é daqueles livros em que os capítulos são intercalados e cada um conta o seu ponto de vista;
A história é contada por Day e June, que por mais que estejam em lados opostos eles são bem parecidos;
O governo é muito estranho, pois ele meio que recruta todas as crianças para servirem o exército aos 10 anos em uma prova de conhecimentos gerais;
Você que é fã de fandom, digamos vai sofrer com este, pois você não tem lá muitas escolhas como outras séries, como a série Divergente, que tem as 5 facções e cada uma com seu pensamento e escolhe aquela que é parecida com você;
E meu Deus que livro, eu li ele em 2 dias!!
Há várias cenas de ação, não é uma história clichê, você não consegue imaginar o que vem depois, a história de amor de June e Day é muito curiosa, e por ser um livro que os dois narram você sabe o que passa na mente deles, mas o governo é clichê nos modos de governos distópicos;
Os personagens principais são incríveis, enquanto os secundários foram um pouco esquecidos;
Você não acredita que os personagens principais tem a idade que tem (15 anos) pois o pensamento deles é muito adulto;
E vocês meninas irão se seduzir com o Day :3

“-Nunca lhe perguntei sobre esse nome de guerra. Por que Day?
-Porque cada dia significa novas 24 horas. Cada dia quer dizer que tudo é possível de novo. Você pode aproveitar cada instante, pode morrer num instante, e tudo se resume a um dia após o outro."

Legend é uma trilogia recente (o 3º nem foi lançado no Brasil ainda) que basicamente todos que estão lendo estão amando, e eu também :D
Alguém aí já leu?
Curtam a nossa página e sigam o twitter 

segunda-feira, 3 de março de 2014

Vencedores do Oscar 2014


Fala gente bonita, tudo bem com vocês?
Como todos sabem, ontem (02/03) houve a premiação do Oscar 2014, a mais importante premiação do mundo cinematográfico! (dane-se o carnaval u.u).
E pela primeira vez, consegui vencer o sono e assistir até o final (ouvi um amém?). 
Mas pra você que não pôde companhar a premiação ontem, sem problema, vou contar aqui pra vocês quais foram os grandes vencedores da noite!
Bora conferir?

A Apresentadora do Oscar esse ano foi a Ellen, que na minha opinião arrasou no palco! Apresentou super bem, além das piadinhas feitas e tudo mais.
Um momento épico na noite foi quando Ellen chegou com várias caixas de pizza e saiu distribuindo para os que ali estavam.

(Na boa, ri muito com esse flagra do Brad).


O filme Gravidade foi o grande vencedor da noite, levando pra casa nada mais, nada menos que 7 Oscars!
E os prêmios de Gravidade, foram:
Melhor Diretor:(Alfonso Cuarón)
Melhor trilha sonora:(Steven Price)
Melhor Edição
Melhor Efeito Viasual
Melhor Fotografia
Melhor Edição de Som
Melhor Mixagem de Som

Filme: 12 anos de Escravidão
 Melhor Filme
Melhor Atriz Coadjuvante: (Lupita Nyong'o)
Melhor Roteiro Adaptado

Filme: Clube de Compras Dallas
Melhor ator: Matthew McConaughey
Melhor Ator Coadjuvante: Jared Leto
Melhor Cabelo e Maquiagem

Melhor Atriz: Cate Blanchett (Blue Jasmine)

Melhor Roteiro Original: Ela - escrito por Spike Jonze

Filme: Frozen 
Melhor animação
Melhor Canção Original - Let It Go

Melhor Filme Estrangeiro: A Grande Beleza (Itália)

Melhor Documentário: Um Passo ao Estrelato

Melhor Documentário de Curta-Metragem: The Lady in number 6: Music Saved my Life

Filme: O Grande Gatsby
Melhor Figurino
Melhor Desenho de Produção

Melhor Curta de Animação: Mr. Hublot

Melhor Curta: Helium

Curiosidades: O filme Clube de compras em Dallas, era um filme independente e a maquiadora (que ganhou o Oscar!) teve apenas $250 dólares para fazer a produção.
Jared conseguiu mais de 30 prêmios com a Rayon, e parece que ele e Lupita Nyong'o estão juntos (momento owwn *-*).
Ellen foi escolhida porque a grande premiação do Oscar estava perdendo audiência, então, na tentativa de mudar essa situação, escolheram uma humorista.
(Informações de Giovana Oliveira)


Minha opinião? Bom, gostei bastante da premiação, fiquei mega feliz quando Frozen ganhou nas duas categorias pelas quais foi indicada (sim, eu surtei quando anunciaram), também fiquei meio chocada por O Lobo de Wall Street não ter ganho nenhum prêmio, pois foi indicado a 11 categorias, triste por Sandra Bullock não ter ganho o prêmio de melhor atriz e Leonardo Di Caprio como melhor ator (É Leonardo, não foi dessa vez... De novo).
Enfim, foi uma mistura enorme de emoções, e achei tudo muito lindo e o prêmio de melhor filme foi merecidissímo, apesar de não ter visto o filme ainda, pelo trailer e a sinopse da história, parece ser algo realmente muito bom!


É isso galera, espero terem curtido o post.
Curtam nossa página no Facebook e nos sigam no Twitter!

Até a próxima e grande beijo! ♥

Fan Page

Search

Carregando...

Faça Parte!